O que você precisa saber se está vindo para a Finlândia pela primeira vez (parte 2)| Mitä sinun tarvitsee tietää jos tulet Suomeen ensimmäistä kertaa (osa 2)

IMG_9524PT

Demorei, mas é que o assunto vai se desdobrando, daí escrevi, apaguei, reescrevi, editei, parei, mas enfim… aqui estamos. Continuando no tópico do que você precisa saber para sua primeira visita à Finlândia, hoje vamos comentar sobre a parte mais interessante, que inclui o clima, a língua, a comida e os costumes finlandeses que podem parecer novos ou estranhos àqueles que vêm pela primeira vez caminha por essas terras.

  • Sapatos somente do lado de fora. Talvez essa seja uma das práticas que eu mais gosto por aqui, a casa fica bem mais limpinha quando os calçados são usados somente do lado de fora. Mesmo em dias mais frios, dentro de casa é sempre quentinho graças à excelente combinação aquecimento + isolamento térmico nas construções + janelas com vidros duplos ou triplos. Ah! E a mesma coisa acontece nas creches e escolas do ensino básico, sapatos sempre na entrada, mas você pode ter um calçado mais confortável para trocar e usar do lado de dentro.
  • Jaquetas e casacos também não entram em casa. Assim como no caso dos sapatos, não significa que vão ficar literalmente do lado de fora da casa, mas que logo na entrada tem um cabideiro onde você pode deixar o seu casaco. O motivo é, principalmente, porque tudo tem isolamento térmico e aquecimento por aqui. Então, em casa, nas creches e escolas, no trabalho, sempre há um cabideiro para deixar seu casaco. A parte ruim são os shoppings e lojas, porque daí não tem cabideiro para deixar seu casaco, mas é aquecido do lado de dentro, ou seja, às vezes você está vestido para um inverno a -25 graus e entra na loja aquecida a +20 graus, com o passar do tempo, o calor começa a ficar difícil de aguentar.
  • Agradeça. Aqui se agradece por tudo. É comum sair do ônibus e agradecer o motorista, deixar o restaurante e agradecer o garçom, balconista ou o próprio cozinheiro, terminar sua compra na loja e agradecer, mas principalmente sempre que for convidado à casa de alguém e tiver um café com bolo, um almoço ou um jantar, sempre agradeça ao terminar de comer, é comum por aqui, além de ser gentil e educado, né?! Então “kiitos” (obrigado) é a palavrinha mágica mais usada por aqui.
  • Água da torneira. Sim, os países ao Norte da Europa, de forma geral, têm uma água extremamente limpa, então as pessoas não costumam usar um filtro para água em casa. Inclusive muitas vezes quando você pedir água em algum restaurante, a água pode vir numa jarra, o que significa que também é água da torneira. Aliás, em muitas cidades eles incentivam você a ter uma garrafinha e encher num dos bebedouros públicos. Tudo bem. Você pode beber à vontade.
  • Sem fotos, por favor. Eu já até comentei anteriormente aqui no blog, finlandeses gostam de fotos, desde que eles não estejam nas fotos. No entanto, eles são excelentes fotógrafos… principalmente da natureza.
  • O clima pode ser uma surpresa. Como em muitos outros lugares, aqui não dá pra ter uma precisão sobre como vão estar os dias da sua estadia. Já aconteceu de demorar muito para a neve vir no inverno, de nevar no verão, o verão ser absolutamente chuvoso e por aí vai. Talvez o mais próximo de uma “certeza” seja um calorzinho no mês de Julho e neve em Janeiro e Fevereiro.
  • Papel higiênico no vaso sanitário. Especialmente pra quem vem de outros países pode parecer bem diferente, mas, sim, aqui o papel higiênico não vai pra lixeirinha, mas vai tudo junto na descarga. Lembre-se disso.
  • Sem perfume. Eu não sei se é porque a casa fica muito tempo fechada durante o inverno ou se é porque se há quase uma mania de limpeza por aqui, não sei, mas, de forma geral, os finlandeses têm várias alergias, principalmente com coisas/pessoas perfumadas. É sério. Então, se você está sempre cheirando a perfume, talvez seria de bom tom diminuir o uso ou nem usar perfume por aqui.
  • Entre táxi e ônibus? Prefira o ônibus, ou outro meio de transporte público. Em vários lugares que já viajei, táxi foi uma opção bem prática e barata. Não por aqui. Além do transporte público funcionar muito bem, é fácil encontrar os horários, fácil de chegar a quase todos os lugares, fica bem mais barato do que pegar um táxi.
  • Drinks. Pra quem quer comprar uma bebidinha por aqui, é preciso se preocupar com algumas coisas: 1. no supermercado você vai encontrar somente algumas bebidas, cerveja e cidras, principalmente, pela baixa porcentagem de álcool; 2. se quiser uma bebida mais forte, é preciso descobrir onde está o “Alko” mais próximo, que nada mais é do que um estabelecimento controlado pelo governo e único autorizado para a venda de bebidas com mais álcool, funciona basicamente de segunda à sexta-feira das 9 às 21 e aos sábados das 9 às 18 horas; 3. seja no supermercado ou no Alko, você não pode comprar bebidas depois das 21h e precisa mostrar um documento válido de identificação; 4. as bebidas por aqui costumam ser bem caras, o que não faz sentido pra mim é a relação preço das bebidas e a alta quantidade de pessoas bêbadas por aqui; 5. há uma lei um tanto peculiar por aqui: se você for num bar/pub e pedir uma bebida e estiver sentado numa das mesinhas no terraço ou na calçada do estabelecimento e houver uma passagem de pedestres entre o bar e a sua mesa, você não pode simplesmente pagar e levar sua bebida à mesa, o garçom vai levar a bebida até você, porque nas calçadas e vias de pedestres é proibida a ingestão de bebida alcoólica.
  • Passeios à Estônia, Rússia e Suécia. Pela proximidade destes países, há algumas opções de passeios de 1 a 3 dias saindo de Helsinki ou Turku, a depender do seu destino. São mini-cruzeiros, ou ferry boats, que vão para Tallin (Estônia), São Petersburgo (Rússia) e Estocolmo (Suécia) numa viagem marítima, rápida e, eu diria, econômica. Vale a pena, são lugares próximos, com culturas, paisagens e arquiteturas diferentes da Finlândia e, numa mesma viagem, você ainda ganha um ou mais países pra sua lista de lugares visitados.
  • Do you speak English? Sim. Na grande maioria dos lugares por aqui, as pessoas falam um bom inglês. Pode acontecer, claro, de numa cidadezinha pequena ou com pessoas mais velhas, você se deparar com uma pessoa que não fala inglês. Porém, via de regra, você encontra atendentes, recepcionistas, garçons e todo tipo de serviço com a facilidade de conversação em inglês, além de cardápios em inglês também. Agora, se você não fala inglês, então baixe logo um bom aplicativo de tradução, comece um curso e tenha paciência, porque o finlandês é um idioma bem difícil, quase incompreensível. O finlandês é assim: tirando umas poucas palavras que é possível deduzir o significado por soar familiar, como banaani, tomatti, bussi, poliiisi, hotelli ou musiikki, a maior parte do vocabulário finlandês é bem diferente de qualquer coisa que você já conheça.
  • Água quente e fria. Talvez essa seja uma das coisas que meus amigos e familiares do Brasil sintam uma invejinha saudável em relação à vida que tenho aqui. Por aqui a gente tem distribuição de água quente e fria, além das casas que aquecem a água novamente através de seu sistema próprio. Ou seja, toda a água da casa tem a opção de escolher a temperatura ideal pra você, por exemplo na hora de lavar as mãos, tomar banho ou lavar a louça.
  • Chocolate. Pessoalmente, o chocolate finlandês está nos meus favoritos. Experimente, é uma delícia. E você pode inclusive visitar algumas fábricas e lojas das fábricas (num preço excelente pra compra) também. A Fazer tem um tour bem interessante, por exemplo.
  • Na hora de comer. Ficar só de restaurantes por aqui, pode encarecer sua viagem, sua visita no restaurante pode custar a partir de 40 Euros por pessoa. Porém, uma boa opção são as “sopas do dia” que geralmente custam entre 6-10 Euros e são bem gostosas, incluindo paõzinho, café e água, também tem opções de buffet de salada, pizzarias e fast food num preço similar.
  • Comidinha finlandesa. Por aqui você encontra variadas comidas internacionais: tailandesa, chinesa, mexicana e por aí vai. Mas nas refeições finlandesas é comum ter um tipo de carne (geralmente frango ou carne suína), salada, batatas de alguma forma, tudo isso acompanhado de leite e um pãozinho de centeio com manteiga. É bem comum ter sopa também. Mingau de aveia no café da manhã e/ou pão de centeio com café preto ou com leite (aliás dizem que, proporcionalmente, a Finlândia é o maior consumidor de café e leite), mas sem açúcar. Ah! E diferente de alguns países euopeus, na Finlândia almoço é por volta do meio-dia e o jantar entre 17-18h.
  • Made in Finland. Então, você vai perceber por aqui que produtos originalmente finlandeses são, via de regra, mais caros que produtos importados de outros países. Porém, em sua maioria, são de qualidade e design incríveis.
  • Sauna. Bom, já está nos meus planos um post inteiro dedicado à sauna. Afinal de contas, a Finlândia é o país inventor da sauna e por aqui existe basicamente uma sauna para cada dois habitantes do país. Mas o importante é saber que os finlandeses têm o maior prazer em te apresentar a sauna. E, talvez por ser sua primeira vez, as coisas sejam um pouquinho diferentes, mas geralmente a sauna por aqui está acima do 90 graus Celsius e, até por isso, quem está na sauna, está sem roupa. Fazer a sauna pode durar horas e horas, já que o “protocolo” é aquecer a sauna, que normalmente será a lenha e levará um tempo até chegar na temperatura ideal, ficar na sauna uns minutos, sair pra refrescar (pode ser na piscina, no lago, no chuveiro ou só do lado de fora mesmo) e retornar à rotina até que você se sinta completamente relaxado.
  • Se for inverno. Caso esteja vindo no inverno, prepare-se para frio de verdade. Não significa que você vai passar frio, se tiver uma boa e quentinha jaqueta, touca, luvas e os pés bem aquecidos, vai ficar tudo bem. Nem sempre significa que quanto mais roupas, mais quentinho você vai estar… eu diria que com as roupas certas, nem precisa de muita coisa. Se tiver muito frio lá fora, sugiro sauna e menos programas ao ar livre.
  • Se for verão. Neste caso, tudo por acontecer em relação ao clima. A certeza é que você não vai ter escuridão à noite, já que aqui é a terra do sol da meia-noite. Se estiver próximo ao lago, provavelmente vão haver muitos, muitos mosquitos. Mas, fique tranquilo, os mosquitos por aqui não transmitem doenças, só incomodam mesmo. Espere por cidades cheias de vidas, festivais, feirinhas, restaurantes com os terraços cheios e mesas ao ar livre.

A verdade é que este post já ficou bem longo e talvez ainda tenha muita coisa pra ser dita nas dicas pra quem vem visitar as terras finlandesas, mas isso fica pra um próximo post. De qualquer forma, especialmente pra quem está planejando vir à Finlândia, espero que as informações tenham ajudado e seja bem-vindo à Finlândia!


EN

I delayed, I know, but this subject is unfolding, so I wrote, erased, rewritten, edited, stopped, but anyway… here we are. Continuing on the topic of what you need to know for your first visit to Finland, today we will comment on the most interesting part, which includes the climate, language, food and Finnish customs that may seem new or strange to those who come for the first time walks through these lands.

  • Shoes only from the outside. Maybe this is one of the practices that I like the most here, the house is much cleaner when the shoes are used only outside. Even on colder days, indoors is always warm thanks to the excellent combination of heating + insulation in buildings + windows with double or triple glazing. Ah! And the same thing happens in kindergartens and elementary schools, shoes always in the entrance, but you do can have a more comfortable footwear to change and use from the inside.
  • Jackets and coats also do not come into the house. Just like in the case of shoes, of course does not mean that they will literally stay outside the house, but that right at the entrance has a coat rack where you can leave your coat. The reason is mainly because everything has thermal insulation and heating around here. Then, at home, at day care and schools, at work, there is always a coat rack to leave your coat. There is a bad side of it, at the malls and shops for instance, because there is no racks to leave your coat, but it is indeed the heated inside, that is, sometimes you are dressed for a winter at -25 Celsius degrees and enter the store heated to +20 Celsius degrees, this heat gets difficult to handle.
  • Give thanks. You should thank for everything. It is common to leave the bus and thank the driver, leave the restaurant and thank the waiter, clerk or the cook himself, finish your purchase in the store and thank, but especially whenever you are invited to someone’s house and have a coffee and cake, a lunch or dinner, always thank the host when you finish eating, it’s common here, besides being kind and polite, right?! So “kiitos” (thank you) is the most used magic word here.
  • Tap water. Yes, countries in Northern Europe generally have extremely clean water, so people do not usually use a water filter at home. Even often when you order water from a restaurant, water can come in a jar, which means that it is also tap water. In fact, in many cities they encourage you to have a bottle and fill one of the public drinking fountains. It’s all right. You can drink at will.
  • No photos, please. I’ve already commented previously here on the blog, Finns like photos, as long as they are not in the photos. However, they are excellent photographers… mostly from nature.
  • The weather can be a surprise. As in many other places, here you can not have a precision about how the days of your stay will be. It has happened that it takes a lot of time for the snow to come in the winter, to snow in the summer, the summer to be absolutely rainy and so on. Perhaps the closest of a “certainty” is a warmth in July and snow in January and February.
  • Toilet paper into the toilet sit. Especially for those who come from other countries may seem different, but, yes, here the toilet paper does not go to the trash, but it goes all together in the discharge. Remember this.
  • No perfume. I don’t know if it is because the house’s windows are closed for a long period during the winter or if it is because there is almost a cleaning mania around here, who knows, but in general Finns have several allergies, mainly with fragrant things / people. For real. So if you’re always wearing a perfume, maybe it would be good to have less or not even use perfume here.
  • Between taxi and bus? Prefer public transportation. In several places I have traveled, taxi was a very practical and cheap option. Not here. Besides the public transport works very well, it is easy to find the schedules, easy to get to almost everywhere, it is much cheaper than taking a taxi.
  • Drinks. For those who want to buy a drink here, you have to worry about some things: 1. in the supermarket you will find only a few drinks, beer and ciders, mainly because of the low percentage of alcohol; 2. if you want a stronger drink, you need to find out where the nearest “Alko” is, which is nothing more than a government controlled establishment and the only authorized place for the sale of drinks with more alcohol, basically works from Monday to Friday from 9am to 9pm and on Saturdays from 9am to 6pm; 3. whether at the supermarket or Alko, you can not buy drinks after 9pm and always need to show a valid identification document; 4. the drinks here are usually very expensive, what does not make sense for me is the relation between the price of drinks and the high amount of people drunk here; 5. there is a peculiar law here: if you go to a bar / pub and ask for a drink and you are on a table on the terrace or on the sidewalk of the establishment and there is a pedestrian crossing between the bar and your table, you can not just pay and bring your drink to the table, the waiter will take the drink to you, because on the sidewalks and footpaths is prohibited the ingestion of alcoholic beverage.
  • Tours to Estonia, Russia and Sweden. Due to the proximity of these countries, there are some options for 1 to 3 day trips from Helsinki or Turku, depending on your destination. They are mini-cruises, or ferry boats, that go to Tallinn (Estonia), St. Petersburg (Russia) and Stockholm (Sweden) on a quick, and, I would say, economical, sea voyage. It’s worth it, it’s close places with different cultures, landscapes and architectures of Finland and, on the same trip, you still get one or more countries for your list of places visited.
  • Do you speak English? Yes. In the vast majority of places around here, people speak good English. It can happen, of course, in a small town or with older people, you come across a person who does not speak English. However, as a rule, you will find attendants, receptionists, waiters and all kinds of service with the ease of conversation in English, as menus in English as well. Now, if you do not speak English, then download a good translation app, start some classes and have patience, because Finnish is a very difficult to learn, almost incomprehensible idiom. Finnish is like this: by taking off some few words you can deduce the meaning from their familiar sounds such as banaani, tomatti, bussi, poliiisi, hotelli or musiikki, but most of Finnish vocabulary is quite different from anything you already know.
  • Hot and cold water. Maybe this is one of the things that my friends and family in Brazil feel a healthy envy about the life I have here. Around here we have distribution of hot and cold water, in addition to the houses that heat the water again through their own system. That is, all the water in the house has the option of choosing the right temperature for you, for example when washing hands, bathing or washing dishes.
  • Chocolate. Personally, Finnish chocolate is in my favorites. Try it, it’s delicious. And you can even visit some factories and factory outlets (at a great price to buy) too. A Fazer has a very interesting tour, for example.
  • At lunchtime. Keeping only on restaurants here can make your trip way more expensive, your visit to the restaurant can cost from 40 Euros per person each visit. However, a good option is the “soups of the day”, which usually cost between 6-10 Euros and are very tasty, including bread, coffee and water, as well as a salad buffet, pizzerias and fast food at a similar price.
  • Finnish food. Around here you will find various international restaurants: Thai, Chinese, Mexican and so on. But in Finnish meals it is common to have a type of meat (usually chicken or pork), salad, potatoes, all accompanied by milk and a buttered rye bread. It’s pretty common to have soup too. Oatmeal for breakfast and/or rye bread with black coffee or milk (by the way, Finland is by far the largest consumer of coffee and milk), but no sugar. Ah! And different from some European countries, Finland lunch is around noon and dinner between 17-18pm.
  • Made in Finland. So, you will realize here that originally Finnish products are, as a rule, more expensive than products imported from other countries. But most are of incredible quality and design.
  • Sauna. Well, there is already an entire post dedicated to the sauna in my plans. After all, Finland is the inventor of the sauna, and there is basically a sauna for every two inhabitants of the country. But the important thing is to know that Finns take great pleasure in introducing you to the sauna. And, maybe because it’s your first time, things are a bit different, but generally the sauna here is above 90 degrees Celsius, and even so, everyone in the sauna is undressed. Doing the sauna can last for hours and hours, since the “protocol” is to heat the sauna, which will usually be the firewood and it will take some time to reach the ideal temperature, stay in the sauna for a few minutes, go out to refresh (it can be in the pool, on the lake, in the shower or just go outside) and return to the routine until you feel completely relaxed.
  • If it’s winter. If it’s coming in the winter, get ready for real cold. It does not mean that you will get cold, if you have a good warm jacket, cap, gloves and feet well heated, will be okay. It does not always mean that the more clothes, the hotter you’ll be… I’d say that with the right clothes, it does not need much. If it gets too cold outside, I suggest to do sauna and less outdoor programs.
  • If it’s summer. In this case, everything could happen in relation to the weather. The certainty is that you will not have darkness at night, since here is the land of the midnight sun. If you are near the lake, there will probably be many, many mosquitoes. But don’t worry, the mosquitoes around here do not transmit diseases, they just bother you. And wait for cities full of lives, festivals, fairgrounds, restaurants with full terraces and outdoor tables.

The truth is that this post has already been very long and maybe there is still much to be said in the tips for those who come to visit the Finnish lands, but this is for a next post. Anyway, especially for those planning to come to Finland, I hope the information has helped and welcome to Finland!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s