Porvoo

Estivemos passeando por alguns lugares nas últimas semanas, afinal de contas não é sempre que se recebe a irmã e o cunhado vindos do Brasil, não é mesmo? Um dos lugares que gostaria de apresentar a vocês é Porvoo. Uma cidadezinha toda fofa que geralmente a gente inclui no passeio a Helsinki, já que está ali ao redor.

Porvoo tem algumas curiosidades bem interessantes, por exemplo, é uma cidade bilíngue. Aqui se fala finlandês e sueco, especialmente por causa da sua localização na costa sul da Finlândia e, de certa forma, mais pertinho da Suécia. A cidade tem por volta de 50 mil habitantes e é a segunda cidade mais antiga da Finlândia.

wwl_117wwl_116tatui-spsofia-52sofia-40

O turismo em Porvoo é basicamente bater perna! A cidade é pequena, sem grandes museus, mas com construções bem interessantes. O negócio é observar e fotografar as construções, antigas, feitas em madeira (a grande maioria) e coloridas. Nestas fotos dá pra se ter uma ideia… Por ali também tem a fábrica de chocolate Brunberg, com chocolates deliciosos e… degustação!!! Uma delícia!

sofia-48

Quando estávamos andando, tirei a foto de um busto e disse “não sei quem é, mas vai que é um cara que foi importante…”. Enfim, pesquisei e o busto pertencia a Selim Gabriel Linsen, um violinista, organista, compositor e maestro finlandês. Ele nasceu em Helsinki, mas se mudou para Porvoo em 1865, onde trabalhou como professor de música na escola primária até o ano de 1907, e também na igreja finlandesa Porvoo como organista desde 1888. Não conhecia, agora já sei quem era a celebridade. E vamos continuando a ampliar o conhecimento sobre a Finlândia.

Meses e estações do ano |Kuukaltta ja vuodenajat

Não tem nem um ano que estou aqui e já tive a oportunidade de ver as quatro estações do ano. Todas lindas! Todas bem marcadas e com um visual de deixar qualquer um boquiaberto!

Então, resolvi postar aqui pra vocês quais os nomes das estações do ano, uma pequena demonstração de finlandês.

  • TALVI (inverno)
  • KEVÄT (primavera)
  • KESÄ (verão)
  • SYKSY (outono)

4-estacoes

E, claro que não podia deixar de ensinar os meses do ano. Mas, pra isso gostaria de compartilhar um artigo de um outro blog sobre a Finlândia. O artigo original está em inglês, mas vou explicar a parte que eu gosto mais. Os meses finlandês têm um significado cada um, alguns bem poéticos. Os meses têm nomes diferentes do que estamos acostumados com o calendário romano. Então excluindo “kuu” dos nomes dos meses, o artigo que citei comenta uma breve análise dos nomes e olha que interessante!

  • TAMMIKUU (janeiro): Tammi significa carvalho, que em alguns dialetos pode significar coração ou núcleo. E janeiro é, sem dúvida alguma, o meio do inverno na Finlândia.
  • HELMIKUU (fevereiro): Helmi quer dizer pérola. E no inverno você pode ver galhos e como que pequenas pérolas congeladas reluzindo a luz do sol, bonito, né?!
  • MAALISKUU (março): Maa significa terra, terreno, solo, país. Neste ponto do ano, a neve já está derretendo e o solo ainda “nu” começa a aparecer.
  • HUHTIKUU (abril): Huhti é floresta desmata, nesta época os campos são desmatados para dar lugar ao novo.
  • TOUKOKUU (maio): Touko é a respeito da semente e está relacionado ao tempo de plantação, que acontece neste mês.
  • KESÄKUU (junho): Kesä é verão e o verão começa em junho.
  • HEINÄKUU (julho): Heinä é feno e neste mês o feno é cortado e trazido pra dentro.
  • ELOKUU (agosto): Elo quer dizer vida, mas também pode ser colheita, e este é o mês da colheita.
  • SYYSKUU (setembro): Syys é uma forma poética de dizer Syksy, que é outono, e este é o mês que começa o outono.
  • LOKAKUU (outubro): Loka quer dizer lama e este é o mês que chove muito, neva e tudo termina em lama.
  • MARRASKUU (novembro): Marras é uma forma arcaica de dizer morte e neste mês parece que está tudo morto, as folhas de outono já caíram, não tem mais verdinho nas plantas, nada cresce e faz um escurão.
  • JOULUKUU (dezembro): Joulu é o Natal, e dezembro é o mês que se comemora o Natal.

Bem legal, né?! Pra ser sincera não entendo muito bem de onde vêm os meses em português, só que com certeza algo do latim. Por aí, alguém sabe? Quer compatilhar o conhecimento?

Estou começando a falar finlandês | Alan puhua suomea

Olá pessoal! Primeiramente, desculpa o atraso no post. Acontece que esta semana tive prova de finlandês e aí a ansiedade tomou conta da minha pessoa, eram 5 modos de verbo e centenas de verbos para memorizar o que significam (a tradução, afinal preciso saber quando e onde usar cada um, né?!). Daí acabei priorizando a prova e deixei um tantinho de lado o post do blog. Enfim, eu estava escrevendo primeiro sobre a sensação do inverno e tal, mas o inverno ainda vai durar muito e a sensação de esgotamento pós prova de finlandês não.

Bom, quem me acompanha por aqui, sabe que dois meses atrás comecei nas aulas de finlandês. Como estava já estudando em casa, senti que seria mais fácil. Porém, como entrei seis semanas depois que a turma já tinha começado (por causa da desistência de um aluno), a realidade foi que estava (e ainda estou um pouco) o tempo todo correndo atrás da turma. O que eu posso dizer até o momento é que: 1. finlandês não é um bicho de sete cabeças, talvez seis, o maior problema é a enorme quantidade de regras com exceções; 2. você tem que arrumar um jeito de entender os sufixos porque neles estão as preposições para fazer sentido o que você quer falar (e eu já ouvi dizer que são dezenas de sufixos diferentes); 3. assim como no português, você aprende a língua em sua forma oficial e a língua falada (culta e coloquial), com a diferença que as pessoas podem, sabem e vão usar ambas linguagens num diálogo… ou seja, tem que aprender tudo certinho e tem que aprender o jeitão da rua; 4. os pronomes interrogativos são tão parecidos que fica difícil responder uma pergunta sem saber ao certo quando é onde, quando, de onde, o que, porque…; 5. os verbos são conjugados de forma diferente para cada pessoa, assim como no português, o que automaticamente faz a língua finlandesa ser mais difícil que a inglesa, por exemplo; e 6. é fácil ler finlandês, porque é uma língua que se lê como se escreve, então é fácil, se você conseguir acertar o tom exato das letras y, ä, ö… digo se conseguir porque quando eu tento dizer uma palavra, uma pessoa me corrige na pronúncia, aí eu falo exatamente a mesma coisa (pelo menos soa a mesma coisa pra mim) e está certo… não consigo entender.

Mas o tema é “estou começando a falar finlandês” e, sim, estou começando a fazer isso. É fácil? Não. Você fala naturalmente? Não. É impossível? Não. É desencorajador? Muitas vezes, especialmente quando você escuta a velocidade com que as pessoas conversam e você ainda está raciocinando e traduzindo mentalmente o que a pessoa falou lá no começo. Eu vou conseguir? Não sei, mas dizem que sim. Como eu me sinto? Caramba, eu sinto de tudo: sinto que estou evoluindo, sinto que não dar certo e não vou conseguir, sinto que um ano e (quase) meio de aula não é suficiente, sinto que deveria voltar ao Brasil porque finlandês é difícil demais, sinto que é uma língua com certa lógica, sinto que vou conseguir, sinto que vai dar certo, sinto que já posso me comunicar, sinto que falo como se fosse uma criança, enfim, sinto de tudo um pouco.

Enfim, dizem que pra ficar fluente no finlandês, um estrangeiro deve morar aqui, estudar e fazer uso da língua por 5 anos. Ainda tenho 4 anos e meio pra chegar neste prazo, ou seja, ainda resta esperança. Acreditem em mim!

Está nevando! Sataa lunta!

Winter is coming… Há umas semanas atrás tivemos a primeira aparição de neve por aqui, semana passada foram dois dias com um pouco de neve. Sim, estamos entrando no inverno. Aliás, dizem que este ano o inverno estão prometendo ser glacial, mais frio que o inverno dos últimos anos. Considerando que o último inverno já foi bem frio, chegando a mais ou menos -30 graus  Celsius aqui no meio da Finlândia, não sei se fico contente, porque já encaro o pior inverno da vida de uma vez, ou triste, porque eu provavelmente congelarei.

Mas uma coisa é verdade: é lindo! Especialmente quando é o seu primeiro inverno (de verdade). Sim, com a beleza da neve fica mais “tranquilo” encarar as temperaturas mais baixas. Porque a paisagem sem neve, sem folhas nas árvores… é uma paisagem meio morta. Mas quando tem neve, fica tudo mais bonito! Não acredita?! Dá só uma olhada no visual que tivemos hoje na sacada aqui de casa:

IMG_8122.JPG

Isso aqui foi só o “oi, estou chegando” do inverno. Deu pra perceber que o Outono passou voando, vamos ver o que ainda nos espera. Continuem acompanhando! Até a próxima!