Estou grávida! | Olen raskana!

1715.jpg

PT

Tirei umas semanas, ou mais que isso, de folga do blog porque passei por uma série de mudanças e situações que precisava ter mais tempo. Como já viram no título deste post: estou grávida! E já faz algum tempo, um bom tempo. Mas esperei passar todo o primeiro trimestre, os exames e ultrassons necessários pra poder compartilhar essa alegria também com vocês.

Principalmente, eu queria entender melhor como funciona o pré-natal na Finlândia e os benefícios para as mamães daqui. Então claro que vou postando conforme as informações, conforme for entendendo o funcionamento do sistema. Não vou falar da gestação em si, até porque existem outros blogs que falam sobre isso. Mas vou focar em como tem sido ser uma grávida em terras finlandesas. E preciso deixar claro que, por causa da diabetes e um útero septado, meu pré-natal tem sido um pouco diferente do usual para as mamães finlandesas.

Para começar, hoje vamos falar do primeiro trimestre.

Bom, no meu caso, descobri a gestação ainda bem cedo, com algumas poucas semanas. A primeira coisa que fiz foi avisar o setor responsável pela diabetes e marcar um horário na Neuvola. Algo já diferente pra mim foi que ao invés de me pedir um exame de sangue ou uma ultrassom confirmando a gravidez, tudo foi iniciado baseado na confiabilidade do teste de farmácia.

E aqui começo a explicar algumas coisas diferentes que acontecem por aqui. Por exemplo, durante a gestação, visitamos mais a Neuvola do que um médico obstetra. Explicar do que se trata a Neuvola é difícil, mas eu vou tentar. Neuvola se trata de um setor da saúde pública, responsável, por exemplo, pelo acompanhamento do pré-natal e da criança até a idade escolar. Ali teremos todo tipo de informação, aconselhamento e apoio relacionados à saúde e serviços sociais providos às gestantes, aos pais e às crianças. Este serviço existe por aqui à quase cem anos e é de direito de todos. É um serviço tão bom, que devido a este acompanhamento regular, a Finlândia tem prevenido diversas doenças ou iniciado tratamentos com maior antecedência em relação à outros países. Embora neste caso estejamos falando de pré-natal, a Neuvola também faz a parte de contracepção e planejamento familiar, escolar e cuidados de saúde de estudante e clínicas de saúde do adulto.

Então, a minha primeira consulta na Neuvola foi basicamente uma conversa de duas hora e meia, recebendo todo tipo de informação sobre a gestação, falando sobre o nosso relacionamento e respondendo várias perguntas sobre a nossa saúde e da nossa família, por exemplo. Recebemos bastante material informativo a respeito da gestação, dieta e cuidados importantes.

Alguns dias depois tive a primeira ultrassom. Aqui já entra uma diferença em relação a outras gestantes na Finlândia, porque a primeira ultrassom acontece somente entre 11ª e 13ª semana. Então, no primeiro trimenstre, além de exames de sangue a mais, também tivemos uma ultrassom além do programado. E eu digo programado porque há normalmente um cronograma de exames e consultas durante gestação.

Enfim, primeiro trimestre foi bem tranquilo. Preciso dizer que estou muito aliviada de ter passado esta primeira fase sem enjôos, náuseas, desmaios, nada. Estamos muito, muito contentes com este presente à caminho e também feliz de poder dividir com vocês não só as alegrias, mas também as curiosidades desta fase que estamos passando em terras finlandesas.


EN

I took a few weeks, or more than that, from blogging because I went through a series of changes and situations that needed time. As you have already seen in the title of this post: I’m pregnant! And it has been some time, actually quite a long time. But I was waiting for the first trimester to go, the basic tests and ultrasounds needed to know that everything was fine and I could calmly share this joy with you too.

Primarily, I wanted to understand better how prenatal care works in Finland and the benefits for moms here. So of course I will post as I’m getting information, so that you guys can understand how it works this system here. I will not talk about the pregnancy itself, because there are other blogs where you could get more about it. But I will focus on how it has been like to be a pregnant woman in Finnish lands. I can first made clear that, because of diabetes and a uterus with a septum in it, my care has been a little different than usual for Finnish moms.

To start, let’s talk about the first trimester today.

Well, in my case, I realized I was pregnant very early, with just a few weeks. The first thing I did was to notify the diabetes health care and schedule an appointment at “Neuvola”. Something already different for me was that instead of asking for a blood test or an ultrasound to confirm the pregnancy, everything was started based on the reliability of the pharmacy test.

And here I begin to explain some different things that happen here. For example, during pregnancy, we visited Neuvola more than an obstetrician. Explaining what the Neuvola is all about is so difficult, but I’ll try. So Neuvola is a sector of public health, responsible, for example, for monitoring prenatal care and for children up to school age. There we will have all kinds of information, counseling and support related to health and social services provided to pregnant women, parents and children. This service has been around for almost a hundred years and it is everyone’s right. It is such a good service that due to this regular monitoring, Finland has prevented several diseases or started treatments in advance of other countries. Although in this case we are talking about prenatal, the Neuvola also does the part of contraception and family planning, school and student health care and adult health clinics.

So my first appointment at Neuvola was basically a two-and-a-half hour conversation, getting all sorts of information about pregnancy, talking about our relationship (me and my husband’s) and answering many questions about our health and our family, for example. We have received a lot of informative material about pregnancy, diet and what we have to take care of.

A few days later I had the first ultrasound. Here is a difference compared to other pregnant women in Finland, because the first ultrasound happens only between 11 and 13 weeks. So in the first trimester, in addition to additional blood tests, we also had an ultrasound beyond programmed. And I say programmed because there is usually a schedule of exams and consultations during pregnancy.

Anyway, first trimester was pretty quiet. I must say that I am very relieved to have passed this first phase without nausea, vomiting, fainting, nothing. We are very, very happy with this gift on the way and also happy to be able to share with you not only the joys but also the curiosities of this amazing time that we are going through in Finnish lands.

Anúncios

Um comentário sobre “Estou grávida! | Olen raskana!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s